Unesp no Fórum Social Mundial discute Direito Humano a Alimentação Adequada

Os Agentes de Pastoral Negros do Brasil (APNB) participou do Fórum Social Mundial, que aconteceu de 3 a 17 de março 2018, sediado em Salvador – BA. Uma das atividades organizadas foi a Roda de Conversa “Soberania Alimentar e Nutricional: Direito Humano a Alimentação Adequada e os Países de Língua Portuguesa – CPLP”, na qual a professora Dra. Maria Rita Marques de Oliveira foi convidada para falar dos Mecanismo de Facilitação de Participação das Organizações de Ensino Superior da CPLP. Também estiveram presentes representantes de diversos segmentos, e principalmente os agentes pastorais.

Participantes da Roda de Conversa "Soberania Alimentar e Nutricional Direito Humano a Alimentação Adequada e os Países de Língua Portuguesa – CPLP" no Fórum Social Mundial 2018 - Salvador/Bahia

Participantes da Roda de Conversa “Soberania Alimentar e Nutricional Direito Humano a Alimentação Adequada e os Países de Língua Portuguesa – CPLP” no Fórum Social Mundial 2018 – Salvador/Bahia

A conclusão à qual os participantes da roda de conversa chegaram foi que apesar de indiscriminadamente todas as pessoas possuírem direitos, a condição social do indivíduo é um fator preponderante no reconhecimento destes. Assim, pessoas em situação de vulnerabilidade social raramente sabem que elas possuem direitos, e o atendimento das necessidades básicas de sobrevivência acabam por se converterem em privilégio.

Convidadas e convidados que participaram da Roda de Conversa

Convidadas e convidados que participaram da Roda de Conversa

Contribuindo com a temática, uma parceria entre os APNB e o Centro de Ciência e Tecnologia em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (INTERSSAN) / Unesp desenvolverá o projeto “Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional: população negra, justiça social no meio rural e urbano”.

Sobre o projeto Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional: população negra, justiça social no meio rural e urbano

O projeto tem vigência de 01/06/2018 a 30/06/2019, e consiste na realização de um ciclo de seminários virtuais e um seminário presencial num processo de cocriação para a elaboração de uma obra coletiva com o propósito de discutir temas de interesse para soberania e a segurança alimentar e nutricional da população negra, colocando em evidência questões relativas a moradia, saúde, cultura, criança e adolescente, acesso à terra, à água, às sementes e às tecnologias.

Leia mais sobre Agentes da Pastoral Negros do Brasil

Por Suelen Franco 

Esta entrada foi postada em Brasil e Mundo, Notícias da Rede-SANS, Noticias Recentes. Indicador dolink permanente.

Comentários estão fechados.