EMATER do Paraná firma parceria com ANATER

EMATER

O Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater/PR) e a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) assinaram, o Instrumento de Parceria do Projeto Piloto que vai possibilitar a oferta de assistência técnica e extensão rural (Ater) para 1000 famílias de agricultores do Paraná.

O recurso investido é de R$ 6.232.400,00 e vai beneficiar agricultores familiares, tradicionais produtores de café, melhorando as condições de produção e produtividade, gerando referências e produzindo café de qualidade. O projeto também vai ampliar e fortalecer o trabalho das mulheres cafeicultoras do Paraná.

O presidente Valmisoney Moreira Jardim destaca que a parceria faz parte de um projeto inicial da Anater, que vai beneficiar 10 mil agricultores familiares de nove estados, com investimento de R$ 50.853.380,00, até abril de 2020. “Esse é o primeiro projeto da Anater, construído a partir de muitas discussões, e que está se tornando realidade, mesmo num momento tão difícil como o que o país está vivendo. Esse novo formato de parceria entre a União e os Estados, através da Anater, se configura como uma nova perspectiva de assistência ao agricultor familiar e ao pequeno produtor, cuja proposta é promover a melhoria dos aportes de recursos, resultando na prestação de serviços com maior abrangência e mais qualidade”, explica o presidente.

O presidente da Emater/PR, Rubens Ernesto Niederheitmann, diz que estabelecer essa parceria com a Anater é um sonho de toda a extensão rural do país, há vários anos. “Sabemos da complexidade e da responsabilidade que incide em trabalhar com recursos públicos, e nossa expectativa com a Anater era justamente que esse Instrumento de Parceria, que vem sendo elaborado com tanto esmero durante esses anos, pudesse reduzir a burocracia e facilitar o acesso do produtor à assistência técnica. Esperamos que esse documento que assinamos hoje seja o primeiro de vários que iremos assinar pela frente. Vamos fazer todo o esforço necessário para que esse seja um trabalho exemplar”, ressalta.

Rubens também destaca a importância de como projeto foi construído, em parceria. “É muito importante construirmos juntos, inclusive contando com o apoio da Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer), desde o início, para chegarmos a esse momento. Então, estamos de braços dados com a Anater para enfrentarmos juntos esse desafio”, reitera.

Representando a Asbraer no ato de assinatura do Instrumento de Parceria, o diretor executivo Lúcio Valadão destaca que essa forma de repasse de recursos do governo federal para os estados traz a garantia de um projeto de maior continuidade. “Não é mais um ato pontual como se trabalhava antes, mas a oportunidade de um trabalho mais permanente, trazendo os resultados que agricultura familiar precisa, resultados esses efetivamente capazes de contribuir na transformação de uma realidade. A Emater do Paraná é uma potência em termo de extensão rural desse país e tem uma capilaridade enorme e certamente esse projeto vai contribuir ainda mais para esses bons resultados”, avalia.

Além do Paraná, o Projeto Piloto da Anater integra os estados do Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, Pará, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo e o Distrito Federal.

Por: Jerúsia Arruda /Assessoria de Comunicação/Anater

Esta entrada foi postada em Brasil e Mundo, Notícias, Noticias Recentes, Uncategorized e marcou , , . Indicador do link permanente.

Comentários estão fechados.